QC Saúde
gel da babosa

Formas de Consumir babosa: conheça as principais

A babosa é uma planta conhecida por suas capacidades de auxiliar na saúde, seja para tratamentos de beleza ou para queimaduras. Conta com diversas propriedades em sua formação, fazendo com que seja rica em nutrientes. Outra vantagem é a fácil utilização, desde o plantio, passando pelo corte até sua aplicação.

Aqui vamos falar sobre suas diversas formas de consumo, que se dividem em duas categorias: externo, com a aplicação do gel de babosa e interno, com a utilização do suco. Essa planta tem mais de 300 variações e se adapta com facilidade a regiões de clima tropical.

Consumo externo de babosa

O consumo externo da babosa é feito por meio de seu gel. Serve para aplicar no cabelo, fortalecendo os fios e reduzindo a incidência de caspa; é um ótimo agente contra queimaduras; e também é indicado para tratamentos de beleza. A babosa é uma planta de fácil utilização, simplificando estes tratamentos.

O gel é retirado com facilidade, desde que as folhas sejam cortadas da maneira adequada. Ele pode ser aplicado diretamente na pele ou após a preparação de alguma mistura. Existem diversas receitas que possibilitam a utilização de aloe vera. O consumo externo tem poucas restrições, diferente do consumo interno.

formas de consumir babosa

Consumo interno de babosa

É indicado consumir suco industrializado, já que ele não contém aloína, uma substância prejudicial à saúde contida na babosa. Os produtos dessa linha passam por testes, evitando que sejam prejudiciais a mucosa intestinal. Por outro lado, é possível preparar o produto em casa.

Entre suas propriedades, ele possui acemanano, que auxilia a mucosa gástrica, ajudando o sistema imunológico contra vírus, bactérias e fungos. É recomendado beber duas ou três doses de 20 ml de suco ao dia. Consumir mais do que isso poderá causar náuseas ou acidez.

Como produzir suco de babosa?

O primeiro passo para fazer suco de babosa é pegar as folhas da planta, para isso tenha em mãos uma faca bastante afiada e faça o corte próximo ao caule. Os outros ingredientes são 200 ml de água, uma colher de sopa de vinagre branco e um copo com 200 ml de alguma fruta cítrica.

Com os ingredientes dispostos, é o momento de retirar duas colheres de sopa do gel da aloe vera. Coloque o item coletado em um liquidificador e depois os outros ingredientes, então bata até formar uma mistura homogênea. O suco estará pronto e pode ser armazenado em um copo ou uma jarra.

Babosa para digestão

A planta é rica em enzimas, o que pode ser percebido por meio da utilização de seu gel. Contém diversos grupos de substâncias, incluindo glicoproteínas, polissacarídeos, derivados de antraquinona, vitaminas, minerais, aminoácidos e outras. Além disso, possui propriedades anti-inflamatórias, capaz de acalmar a digestão.

Babosa para o sistema imunológico

A babosa também é rica em polissacarídeos, que possui a capacidade de inibir a produção de glóbulos brancos no sangue e inibir o crescimento de células cancerosas, também impedindo a propagação viral de outras células. Isso já foi comprovado por pesquisas renomadas.

Babosa para circulação sanguínea

Consumir suco de aloe vera pode melhorar a circulação sanguínea em todo o corpo. É recomendado principalmente para as pessoas que possuem colesterol elevado, o que leva a redução no risco de formar coágulos nas artérias. Portadores de diabetes também se beneficiam com o consumo do produto. Por outro lado, a ciência ainda não afirma com exatidão os resultados totais que podem ser obtidos.

Babosa para glicose

O suco de babosa não ajuda apenas na circulação sanguínea, mas contribui também para a redução da glicose. Mas isso acontece principalmente pelo consumo de gel processado via oral, com duração de oito semanas. Os benefícios foram comprovados por meio de testes de tolerância.

Poder anti-inflamatório da babosa

O gel de babosa possui a capacidade anti-inflamatória, mas isso dependerá da dose utilizada. Ele ajuda a evitar a proliferação dos radicais livres, que envelhecem as células. Aloe vera é considerada uma das melhores opções para fazer a desintoxicação do organismo. Até o estresse pode ser reduzido.

Babosa contra o câncer

A babosa pode ser utilizada principalmente para combater os efeitos gerados pela quimioterapia em um tratamento de câncer. Os polissacarídeos podem auxiliar na produção de ácido nítrico, um potencial agente contra a formação de tumores. Já o composto 2-etil hexilo foi testado contra a leucemia.

A aloe vera conta com uma série de substâncias, que podem inibir a reprodução de células malignas. Estudos comprovaram que a alomodine é eficaz contra câncer de cólon humano, além disso, eleva a presença de enzimas antioxidantes no organismo.

Babosa para queda de cabelo

A babosa é uma grande auxiliar no tratamento capilar e para diferente fins. Ela ajuda a reduzir a incidência de caspa, fortalece os fios, aumenta o crescimento e também pode dar mais brilho para o cabelo. São diversas aplicações que vão variar conforme a receita utilizada, fato é que em pouco tempo os primeiros resultados aparecem.

Existem três receitas principais: com ovo, óleo de argan ou com mel. A primeira serve para os cabelos ressecados e quebradiços. O segundo ajuda a dar brilho aos seus fios. Já a terceira opção torna o cabelo mais forte contra a queda, também rejuvenescendo a área onde é aplicado.

Babosa para queimaduras

O tratamento contra queimaduras realizado com babosa existe a séculos. É recomendado para queimaduras de primeiro e segundo grau, podendo diminuir o problema após dois dias de aplicação. A planta contém ácido fólico, cálcio e vitaminas que são ótimos para auxiliar na cicatrização da pele humana.

Uma alternativa interessante é comprar produtos feitos com babosa e aplicar diretamente na queimadura. Quem possui banheira em casa pode até mesmo tomar um banho especial com gel de babosa, potencializando seus benefícios. Para o rosto a babosa também é útil, com a aplicação de uma máscara por dez minutos.

Amiga da beleza

Outra aplicação do gel é para a pele. Ajuda a melhorar a coloração, reduz manchas e dá um tom jovial para a região onde é aplicado. O uso deve ser feito por meio de massagem. Para que os resultados apareçam o tratamento deve ser continuo.

Deixe seu comentário