QC Saúde

Gardnerella: causas, sintomas e tratamento

Na vagina das mulheres podem existir duas bactérias que não apresentam sintoma algum. Mas, quando elas passam a se multiplicar de uma forma descontrolada, podem ocasionar em infecções, chamadas de vaginose bacteriana. O tratamento é rápido e resolve o problema em poucos dias. O que é Gardnerella? Como ela se manifesta? Confira a seguir tudo sobre essa doença.

O que é Gardnerella?

Gardnerella é uma bactéria cocobacilar que não forma esporos. Ela causa desequilíbrio na flora normal da vagina diminuindo os Lactobacillus e proporcionando o crescimento populacional dessas bactérias. Entre os problemas, traz odor semelhante ao cheiro de peixe, com secreções na cor cinza clara. Cerca de 80% das mulheres com vida sexual ativa podem encarar este problema.

O que causa a Gardnerella?

Não existe uma única causa para esse tipo de infecção no corpo feminino. Normalmente é mais comum em mulheres que possuem diversos parceiros sexuais, que consomem cigarros ou que utilizam o DIO como método contraceptivo. A mulher que for atingida por esse tipo de bactéria poderá ficar entre 2 e 21 dias com a Gardnerella no corpo sem apresentar sintomas.

Quando surge a vaginose bacteriana?

A vaginose bacteriana acontece quando a vagina passa a ter um desequilíbrio. Ela pode conter diversas bactérias, como Gardnerella vaginalis, Prevotella, Porphyromonas, Bacteroides, Peptostreptococcus, Mycoplasma hominis, Ureaplasma urealyticum, Mobiluncus, Fusobacterium e Atopobium vagina. A mais comum de todas é a Gardnerella vaginalis, presente em 96% dos casos registrados.

Gardnerella é uma DST?

Atualmente a Gardnerella pode ser classificada como uma doença sexualmente transmissível (DST), embora exista controvérsia entre os médicos especialistas no assunto. Em relação a essa questão pesa o fato de a promiscuidade ser um de seus fatores de risco. Outro item que colabora com essa classificação é que a camisinha ajuda a reduzir o aparecimento desse problema. Porém, mulheres virgens também podem ter Gardnerella.

Gardnerella em grávidas

Se uma grávida apresentar os sintomas da Gardnerella, deverá imediatamente procurar um médico. O tratamento deverá ser feito com orientação do obstetra ou ginecologista. Na maioria das vezes é feito para evitar o parto prematuro. Os antibióticos orais, como Clindamicina ou Metronidazol são os mais utilizados.

Quais os sintomas da Gardnerella em mulheres?

É comum que as mulheres infectadas com esse tipo de bactéria apresentem corrimento amarelo ou acinzentado. Pequenas bolhas poderão se desenvolver na vagina. O principal sintoma é o cheiro desagradável que fica mais fácil de ser percebido após um contato íntimo sem preservativo. Ainda durante a relação sexual a mulher poderá sentir dores intensas.

Nas mulheres, caso estejam contaminadas por outras bactérias ao mesmo tempo, poderão apresentar inflamações no útero e nas trompas, gerando infertilidade se não for tratado de maneira adequada. É bom destacar que duas a cada três mulheres infectadas pela vaginose bacteriana não apresentam sintomas, nem mesmo coceira ou dor.

Diagnóstico da Gardnerella

Quando a mulher estiver apresentando sintomas do problema e procurar um médico para ver o que é, este deverá utilizar um esfregão e passar na vagina, identificando ou não a presença da bactéria. Em alguns casos os médicos podem identificar a presença da Gardnerella somente devido aos sintomas, caso estes sejam intensos.

Por meio de exames é possível verificar as secreções e avaliar o pH da vagina, que estará menos ácido caso contaminado com a bactéria. É possível identificar as clue-cells, que são células encontradas na vaginose bacteriana. Chama atenção que a cultura das secreções não faz parte das análises, já que a mulher pode conter Gardnerella e não desenvolver a vaginose bacteriana.

Como é o tratamento da Gardnerella?

Tratar a Gardnerella é fácil, desde que faça o que o médico indicar. Após o diagnóstico, alguns remédios da classe dos antibióticos devem ser recomendados, como Metronidazol, Secnidazol ou Clindamicina. Existe a possibilidade consumir em capsulas ou então realizar a aplicação por meio de pomada na região atingida pelo problema.

O tratamento da Gardnerella é rápido, sendo concluído em 7 dias caso seja comprimidos e 5 dias para cremes. A mulher deve cuidar bem da higiene das regiões íntimas, lavando somente a parte externa, com a utilização de sabonete neutro. Se estiver grávida, esse tratamento deverá ser feito apenas com a utilização de antibióticos e com a limpeza vaginal.

Vaginose bacteriana sem sintomas

A maioria das mulheres possui bactérias em suas vaginas, mesmo assim, boa parte delas não apresentam sintomas. Um terço dos casos de vaginose bacteriana desaparecem sem a necessidade de tratamento, proporcionado pelo retorno do crescimento de lactobacilos. Dessa forma, os tratamentos são indicados somente para situações onde a mulher está apresentando os sintomas. Essa questão não tem relação com o consumo de iogurtes ricos em lactobacilos, já que não são do mesmo tipo.

Bactérias vivendo na vagina

A vagina é um órgão habitado por várias espécies de bactérias, sendo que algumas delas nunca manifestam a sua presença na região. Conhecidos por lactobacilos, as bactérias do bem, representando 95% do total, elas impedem o crescimento das bactérias que podem trazer doenças perigosas para a saúde feminina e alterar o pH vaginal.

Complicações da Gardnerella

Embora a mulher não apresente sintomas, a bactéria está agindo no seu organismo e poderá trazer sérios problemas para a sua saúde. Os principais são um maior risco de contaminação para outras DSTs, como gonorreia, herpes genital e HPV, isso caso o parceiro sexual esteja contaminado. Aumentam as possibilidades de uma doença pélvica inflamatória, principalmente depois de cirurgias ginecológicas. Se estiver grávida, elevam-se as possibilidades de parto prematuro.

Gardnerella em homens

Enganasse quem pensa que Gardnerella é um problema feminino. Ela também pode atingir os homens, caso estes tenham relações sexuais, sem a utilização de preservativo, com mulheres infectadas. Neles a doença poderá gerar inflamações no prepúcio e na glande. Nos homens é considerada uma DST, já que pode surgir somente por meio do sexo.

Quais os sintomas da Gardnerella em mulheres?

Os homens que forem atingidos por esse tipo de bactéria após relações sexuais poderão desenvolver vermelhidão no prepúcio, glande ou uretra. Entre os sintomas mais comuns, eles podem sentir dor ao urinar e uma coceira incontrolável no pênis. Outra característica é secreção amarelada na uretra.

O QC Saúde tem caráter totalmente informativo, não recomendamos que você faça nenhum tipo de procedimento ou uso de medicação sem antes consultar um médico especialista.

Nosso objetivo é publicar conteúdo de qualidade de forma simplificada, clique aqui e confira nossas fontes.

Deixe seu comentário