QC Saúde

Como plantar e cultivar Moringa

A moringa, realmente, é uma planta de mil e uma utilidades, seja ela peça fundamental para paisagistas, como em nutrição e benefícios para a saúde humana. Ter uma plantinha dessa disponível no quintal é o desejo de qualquer pessoa que queira se manter saudável e, ao mesmo tempo, apreciar a beleza de uma árvore moringa.

A moringa é uma planta de crescimento rápido, suas folhas e talos são comestíveis e possui uma alta concentração de nutrientes, como vitaminas A, B, C e D. No entanto, plantar e cultivar a moringa oleifera não é uma tarefa tão fácil quanto parece. Existem alguns macetes que ajudam no crescimento saudável da árvore e que impedem possíveis problemas durante o cultivo dessa planta, conhecida por muitos como “milagrosa”.

Antes de aprender como plantar e cultivar a moringa, vamos falar um pouco sobre a história dessa árvore, que ficou famosa por conta de seus benefícios medicinais.

Como plantar moringa?

Assim como já foi mencionado acima, plantar moringa não é uma tarefa fácil, mas existem alguns métodos e técnicas que deixam a prática menos difícil. Acompanhe as principais etapas para se plantar a moringa oleifera no seu jardim:

Sementes de moringa

Existem algumas espécies diferentes de moringa, as mais comuns são a oleleifera e stenopetala: o que as diferem uma da outra é o formato de cada semente. A semente da moringa oleifera é de cor amarronzada, mais escura. Já a stenopetala possui uma coloração clara, mais puxada para o branco e tem um formato mais fino.

As sementes de moringa geralmente são vendidas em casas de ervas ou em mercados municipais. Depois de adquiri-las é hora de partir para o plantio.

Local para plantar moringa

Nesta etapa é preciso tomar cuidado com o lugar onde vai plantar a moringa. Lembre-se que ela é uma árvore que cresce rapidamente e, em seu primeiro ano, pode atingir até sete metros. Ou seja, se coloca-la em um vaso, esqueça, vai gerar grandes problemas ou até a morte das raízes de sua moringa. Além do mais, as moringas precisam de muita luz do sol, nada de plantar em locais escuros ou de pouco iluminação solar.

Terra orgânica para Moringa

Moringas não gostam de solo argiloso ou terra pesada. Elas crescem, com certeza, em solos mais pobres e arenosos, mas elas odeiam que suas raízes ficam úmidas. Vale até misturar um pouco de areia junto com a terra orgânica, ou até mesmo bagaço de coco. Fazendo isso, as raízes da moringa terão mais espaço para ir mais fundo no local de plantio. A moringa conta com uma raiz principal e algumas raízes menores, responsáveis por alimentar a planta.

Cave um buraco bem fundo

Na verdade, cave um buraco de mais ou menos 2 metros de profundidade, coloque as sementes e tampe com bastante terra orgânica. Anote o dia em que plantou o seu pé de moringa e acompanhe seu desenvolvimento. Além disso, é aconselhado regar o local de plantio todos os dias até que surjam os primeiros sinais da muda. Depois disso, passe a rega-la a cada dois dias.

Cultivando moringa

Depois de plantar as sementes da sua árvore moringa, dentro de algumas semanas começam a surgir os primeiros sinais dela no solo. Para que tudo ocorra de forma correta e que você não cometa nenhum erro que possa atrapalhar o desenvolvimento da sua árvore, listamos algumas dicas que te ajudarão a cultivar a moringa. Acompanhe:

  • Plante a moringa como uma cerca viva: se você quiser, poderá plantar as sementes da moringa no solo, cerca de 30 cm uma da outra. Feito isso, quando começar a aparecer às folhas da moringa, você pode retirar uma a cada duas delas e isso fará com que ela cresça como um arbusto. Posteriormente, quando atingir 60 cm de altura, corte os galhos ao meio e arranque o broto que irá aparecer na ponta da árvore moringa.
  • Cultive uma fila de moringa: outro jeito interessante de plantar moringa é cultiva-las em fila. Para isso, plante no solo as sementes de moringa, cerca de 90 cm de distância uma das outras. Separe uma distância de pelo menos 2 m, para facilitar a passagem e a remoção de ervas daninhas.
  • Dê espaço para a moringa: para cultivar a moringa é preciso saber que elas são árvores solitárias. Isso significa que elas precisam de espaço para que sejam cultivadas saudavelmente. Os galhos da moringa costumam se espalhar e isso ocupa uma grande parte do local de plantio. Portanto, é recomendado podar o topo da árvore moringa periodicamente, isso fará com que ela cresça cada vez mais. Além do mais, podar os galhos pela metade vai garantir que a moringa oleifera te dê lindas flores e folhas comestíveis.

Quais são os benefícios da moringa?

A origem da moringa oleifera é asiática, mas também é fácil encontra-la em regiões como África, América do Sul e Havaí. Uma de suas características principais é o fácil plantio em locais tropicais e subtropicais, tornando o Brasil o berço ideal para o seu crescimento. A moringa atinge em média de 7 a 12 metros de altura e possui inúmeras propriedades medicinais.

Confira, abaixo, uma lista com os principais benefícios medicinais oferecidos pela moringa oleifera e comprovados pela ciência:

  • Cura inflamações;
  • Previne doenças cardíacas;
  • Ajuda no rejuvenescimento da pele;
  • Melhora a função intestinal;
  • Contém propriedades diuréticas;
  • Dá mais disposição diária.
  • Controla a diabetes;
  • Contém propriedade bactericida;
  • Possui ações que previne o câncer;

Estes são alguns dos benefícios da moringa, que foram comprovados pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná e do Rio Grande do Sul. Além disso, a moringa conta com sete vezes mais vitamina A do que a cenoura, três vezes mais vitamina C do que a laranja e 35% de sua composição é feita de proteínas. Ou seja, ter a árvore da moringa no quintal é como ter uma fonte da juventude atrelada à saúde e ao bem-estar.

 

Deixe seu comentário