QC Saúde
Sal do havaí

Sal do Havaí: Quais os benefícios? De onde é extraído? Faz bem pra saúde? Saiba já!

O sal do Havaí é extraído das águas do Pacífico e tem sua produção localizada na Ilha Molokai, no Havaí. Aponta-se que sua cor preta seja originada da mistura com carvão.  No entanto, além do sal negro do Havaí, também é possível encontrar a versão avermelhada. A argila havaiana presente na composição, chamada Alaea e que é rica em dióxido de ferro, confere a coloração rosa avermelhada a este tipo de sal. Ele costuma ser muito utilizado para temperar pratos como saladas, massas e aves. Já o seu sabor, é ligeiramente amargo, com um leve toque defumado.

Benefícios do sal do havaí

Há uma verdadeira escassez de informações a respeito dos benefícios do sal do Havaí, porém, grande parte dos dados estão relacionados com a riqueza em dióxido de ferro e que essa característica apresentaria um potencial do sal para contribuir na prevenção de problemas como a anemia.

Como usar o sal do havaí?

Em pratos brasileiros é muito difícil encontrar receitas que apresentem em sua lista de ingredientes o sal do havaí. No entanto, em algumas receitas de outras regiões, há mais facilidade para encontrá-lo, como nos preparos de poke, um prato havaiano que tem ganhado fama em território brasileiro nos últimos meses.

Sal do havaí

O prato tem como base peixe, sendo que o mais consumido no Havaí é o de atum. No entanto, há diversas adaptações que podem ser feitas, principalmente de acordo com o paladar dos locais. A seguir confira uma receita considerada tradicional:

AHI POKE

Ingredientes

  • 100g de atum
  • 10 ml de óleo de gergelim
  • 10g algas hijiki
  • Sal do havaí a gosto
  • 20g de cebolinha (cortada em rodelas)
  • 20g de macadâmia (triturada e torrada)
  • 120 gramas de arroz japonês cozido em temperatura ambiente

Como preparar?

Primeiramente, corte o atum e coloque a alga para hidratar em uma tigela com água por cerca de dez minutos. Deixe escorrer e reserve. Em seguida, tempere o atum, inclusive com a alga, mexendo e acrescentando o óleo de gergelim aos poucos.

Coloque o arroz em um bowl, constituindo uma base semelhante a uma “caminha” no fundo. O poke é colocado e em seguida, acrescente mais um pouco de sal do havaí e gergelim. O ideal é preparar e já servir em sequência!

Confira alguns outros tipos de sal:

Muitas pessoas nem possuem a ideia da variedade de sal que é possível encontrar, principalmente além do sal grosso, refinado e do sal light, que são os mais comuns na culinária brasileira. Ao longo dos anos, alguns tipos entram em polêmicas devido aos benefícios apresentados, tais como o sal rosa, que foi um dos alvos nos últimos anos.

De qualquer forma, é interessante ter conhecimento de que há diferenças entre esses temperos, não apenas no que diz respeito a origem, como também a coloração, composição e finalidades. A seguir, confira outros tipos que podem ser encontrados:

Sal temperado

Este condimento é o sal grosso misturado com temperos e/ou ervas, como manjericão, alecrim, salsa, orégano e tomilho, com o objetivo de ressaltar e melhorar o sabor dos alimentos.

Sal líquido

Consiste em um tipo de sal obtido por meio da dissolução do sal em água mineral, não há aditivos. Em seus ingredientes, é possível encontrar apenas a água mineral, sal refinado extra e o iodato de potássio.

Sal azul

É considerado um tipo de sal raro e de alto custo. Apresenta um gosto inicial marcante, porém, se torna suave e no final tem uma picância sutil. É amplamente utilizado em frutos do mar.

Sal Maldon

Consiste em um sal com cristais em formas de pequenas pirâmides de uma delicadeza considerada singular. Aponta-se que sua origem seja as salinas de Essex, no Sul da Inglaterra.

Sal verde

De origem vegetal, esse tipo de sal contem um baixo teor de sodio e um maior valor nutricional, sendo muito indicado por nutricionistas. A preparação dele é caseira e é caracterizada pela mistura, em um liquidificador, de temperos e ervas.

Sal negro

Este tipo de sal possui compostos de enxofre, que lhe proporciona uma cor escura. Ele é muito solúvel e contem uma textura crocante, seu aroma é semelhante a gema de ovo e seu sabor é sulfuroso. É muito utilizado na culinária vegetariana, em pratos como saladas e massas, mas também é usado como tempero de algumas carnes e peixes.

A relação do sódio com a saúde

Aponta-se que esse tipo de sal tenha uma quantidade aproximada de sódio da que é identificada no sal de cozinha, sendo que uma grama de sal havaiano corresponde a 390 mg de sódio. É importante lembrar que este item em excesso pode ser maléfico, uma vez que interfere no cálcio, pode causar retenção exagerada de líquido e piora de sintomas relacionados a problemas de saúde graves, como no sistema cardiovascular e a obesidade.

No entanto, é preciso considerar que a falta e sódio também é considerada preocupante para o organismo, uma vez que a deficiência em sódio pode ter como resultado desidratação intensa, dores de cabeça, fraqueza muscular, arritmia cardíaca, diarreias, entre outros sintomas.

O sódio é vital para o corpo, mas a quantidade indicada para consumo diário é de 5 a 6 gramas. Todavia, é importante observar que o sódio não é obtido apenas por meio o consumo de sal, como também através de diversos alimentos, principalmente os industrializados.

É importante citar que por mais que muitas pessoas estejam aptas ao consumo de sal, exageros podem ser evitados. Além disso, é interessante o quão adaptável o paladar pode ser, por esse motivo, a reeducação alimentar progressiva referente ao sal nos alimentos também é possível.

No entanto, é indispensável se ater ao termo “progressiva”, pois alterar a alimentação de forma radical e rápida pode ser perigoso. Vale lembrar também que o sal é benéfico para a saúde, por esse motivo, a busca é por uma alimentação saudável, não por exterminá-lo.

Conforme notado com as informações apresentadas ao longo texto, o sal do Havaí ainda é pouco explorado e conhecido em terras brasileiras, assim como outras variedades de sal. De qualquer forma, quando se fala de temperos e alimentos, o equilíbrio deve sempre existir, pois tanto o do Havaí quanto os tipos mais comuns, apresentam componentes como o sódio, que quando não estão em equilíbrio no organismo, podem resultar em grandes malefícios.

O QC Saúde tem caráter totalmente informativo, não recomendamos que você faça nenhum tipo de procedimento ou uso de medicação sem antes consultar um médico especialista.

Nosso objetivo é publicar conteúdo de qualidade de forma simplificada, clique aqui e confira nossas fontes.

Deixe seu comentário