QC Saúde
Sal marinho

Sal Marinho: benefícios e riscos para a saúde

Uma das principais características do sal marinho, é que ele não é refinado, apenas moído. A forma de obtenção deste sal está ligada a nomenclatura, pois é removido do mar e alcançado através da evaporação da água. Além disso, os nutrientes são preservados, pois não há processos térmicos, de branqueamento e refinamento e de adição de agentes. Como citado, o único processo pelo qual o sal marinho chega a passar é o de moagem, para diminuir o tamanho dos cristais, inclusive o sal marinho que é moído costuma ser muito utilizado em churrascos, geralmente conhecido como sal grosso. Também outro sal muito conhecido que é um tipo de sal marinho é o sal rosa do Himalaia.

A seguir, confira a composição do sal marinho.

Composição do sal marinho

  • 30,8% de sódio
  • 1,1% de potássio
  • 1,2% de cálcio
  • 7,7% de sulfato
  • 55,5% de cloreto
  • 3,7% de magnésio

Benefícios do sal marinho

Aponta-se que as propriedades minerais identificadas no sal marinho contribuem com a saúde e também com quesitos estéticos, em especial, na redução de dores musculares e em melhorias na pele. Além disso, outro benefício citado ao buscar por sal marinho é sua contribuição com o balanço energético do corpo.

Por mais que esse assunto careça de maiores comprovações científicas, ao se tratar do sal marinho, além dos pontos já citados, é possível encontrar seu consumo relacionado com as seguintes vantagens:

Atividade alcalinizante

O sal marinho contribui com que os fluídos corporais fiquem alcalinos. Todavia, é importante citar que o pH deve estar em equilíbrio, ou seja, para que o corpo fique de fato saudável nesse sentido, é preciso ter muita cautela com a alimentação.

Menor teor de sódio

Quando comparado com o sal refinado, que é comumente usado nos preparos culinários, o sal marinho possui menos teor de sódio. No entanto, como o sabor do sal marinho é um pouco mais fraco, é importante não exagerar na quantidade.

Favorável para a saúde renal

Esse benefício está relacionado a um fator já citado anteriormente, a respeito do balanço eletrolítico, pois dessa forma, é possível não sobrecarregar os rins e prevenir determinadas disfunções reais que podem ter consequências sérias.

Como usar o sal Marinho?

Com seu sabor suave, ele é muito utilizado na culinária geralmente para finalizar pratos. Na maioria dos países ele é mais caro que o sal refinado, mas, no Brasil, costuma ser mais barato e comum por seu alto nível de produção.

Ele costuma ser muito utilizado na culinária vegetariana e muito querido entre aqueles que desejam uma alimentação mais saudável. A seguir confira algumas receitas com Sal marinho:

Creme de milho

ingredientes

  • queijo ralado a gosto
  • 1 colher de café de sal marinho
  • 1 lata de milho verde
  • 1 caixa de creme de leite
  • 1 xícara de chá de leite
  • 1 colher de sopa de margarina
  • 2 colheres de sopa de farinha de trigo

Qual é a forma de preparo?

Coloque metade do milho verde no liquidificador junto com toda a água do milho e bata. Após derreter a margarina, adicione o sal, o leite e o trigo e acrescente o milho, sendo uma parte batida e a outra inteira na lata. Quando notar que atingiu o ponto de cozimento, tire a mistura do fogão e adicione o creme de leite.

Para finalizar, coloque a mistura em uma forma refratária e jogue o queijo ralado por cima, se quiser deixe por um tempinho no microondas para que ele derreta.

Sopa creme de beterraba light

Ingredientes

  • Noz-moscada ralada a gosto
  • Sal marinho a gosto
  • 1 unidade de pimenta dedo-de-moça (sem semente)
  • 1 colher de sopa de farinha de trigo
  • 1 xícara de chá de leite desnatado
  • ½ unidade de cebola cortada
  • 2 xícaras de chá de caldo de galinha (sem gordura natural)
  • 240g de beterraba cortada

Qual é a forma de preparo?

Primeiro cozinhe a beterraba. Em uma outra panela, coloque os temperos e o caldo de galinha e ferva por cerca de 5 minutos, adicione a beterraba e a farinha de trigo (dissolvida no leite) e mexa bem.

Leve a mistura ao liquidificador e depois aqueça.

Abóbora recheada com bobó vegetariano

Ingredientes

  • Salsinha a gosto
  • 5 unidades de palmito em rodelas
  • 1 unidade de abóbora moranga média
  • 500 gr de mandioca cozida
  • Sal marinho a gosto
  • 150 gr de queijo branco em cubos médios
  • Cebola a gosto
  • 5 unidades de tomate em cubos médios
  • 1 colher (sopa) de azeite de dendê
  • 1 colher (chá) de azeite
  • 200 ml de leite de coco
  • 100 gr de champignon em conserva
  • Alho-poró a gosto

Como preparar?

Todos os vegetais devem ser devidamente lavados em água corrente e reservados. Efetue uma abertura na abóbora, na parte superior central por meio da inserção do galho e remova toda a semente, constituindo um tipo de cumbuca que será recheada. Se preferir, reserve a tampa para usar como decoração no momento de servir.

Em seguida, coloque a abóbora inteira em uma panela com sal e água, deixando que cozinhe até apresentar maciez. Reserve.  Descasque a mandioca e deixe cozinhar também até ficar macia, coloque no processador com leite de coco e reserve.

Com o azeite de oliva, refogue o alho-poró e a cebola, até que esteja levemente dourado. Adicione os tomates e refogue até murchar.

Adicione o azeite de dendê, champingnons e o palmito. Por fim, junte o sal marinho, purê de mandioca, salsinha e o queijo branco. Basta rechear a abóbora e levar ao forno por alguns minutos para esquentar!

Qual a diferença entre sal de mesa e sal marinho?

Apesar de ambos serem obtidos da mesma forma, o sal de mesa passa por vários processos, sendo processo térmico, de branqueamento, de refinamento e de adição de agentes, ocasionando na queda de seu valor nutricional, enquanto o sal marinho não passa por nenhum processo, a não ser o de moagem. Nessas circunstâncias, o sal marinho é considerado muito mais saudável que o sal de mesa, pois seus nutrientes são preservados.

Cuidados com o sal marinho

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o recomendado é que a quantidade máxima a ser consumida diariamente de sódio seja de 5 gramas, quantidade equivalente a uma colher de chá.

O QC Saúde tem caráter totalmente informativo, não recomendamos que você faça nenhum tipo de procedimento ou uso de medicação sem antes consultar um médico especialista.

Nosso objetivo é publicar conteúdo de qualidade de forma simplificada, clique aqui e confira nossas fontes.

Deixe seu comentário