QC Saúde

Tomilho: o tempero que também é medicinal

O uso de ervas para temperar pratos, como o tomilho, é comum. No entanto, não são todas as pessoas que reconhecem que, além de dar um toque mais especial nas receitas, essas ervas podem apresentar diversas vantagens para a saúde. É o caso do tomilho, que mostra versatilidade não apenas na culinária, como também nos usos fitoterápicos. A seguir, confira os principais benefícios do tomilho e mais aspectos em torno deste assunto.

Tudo sobre tomilho

De nome científico Thymus vulgaris L., o tomilho é integrante da família Lamiaceae. A planta é nativa da região do Mediterrâneo. Embora existam diversas variedades, as mais conhecidas pelo Brasil, são o tomilho-comum (Thymus vulgaris) e o tomilho-limão (Thymus citriodorus), que é denominado dessa maneira por seu aroma sutil de limão.

Trata-se de uma erva muito aromática, com um sabor apimentado sutil, capaz de dar um toque especial para os mais variados pratos. Além do tomilho-limão e do comum, outras espécies são conhecidas em diversas regiões ao redor do mundo, como o tomilho da Sardenha, tomilho-alcarávia, tomilho-laranja e o tomilho da Cóserga.

Benefícios do tomilho

As ervas são muito usadas na culinária, porém, é indispensável não se esquecer de que possuem um grande potencial para ajudar na saúde. No caso do tomilho, os óleos essenciais são um dos principais estudados por conta das propriedades.

Muito se fala em óleos essenciais ao tratar-se dos benefícios de alguma planta. Os óleos chamados de voláteis, são compostos que surgem no decorrer do desenvolvimento da planta. Já os óleos essenciais, são itens voláteis, de origem vegetal, normalmente obtidos por procedimento físico.

A seguir, confira as vantagens de maior destaque que podem ser proporcionadas pelo consumo do tomilho. Tanto para fins fitoterápicos quanto para a finalidade culinária. São muitas as possibilidades!

Ameniza sintomas da gripe

Aponta-se que o chá de tomilho tenha grande potencial para amenizar os desconfortáveis sintomas que normalmente acompanham a gripe, em especial a dor de garganta e a tosse. Isso porque seus óleos essenciais também contribuem com o sistema respiratório.

Atividade antibacteriana e antifúngica

O tomilho, por conta da ação apresentada pelos óleos essenciais, também mostra atividade antibacteriana e antifúngica, que estão relacionadas ao timol, um dos componentes mais estudados em relação ao tomilho.

Reforça o sistema imunológico

O conjunto de componentes do tomilho, estimulam o sistema imunológico, reforçando assim sua importante função de responder diariamente a ação nociva de bactérias, vírus, entre outros agentes que podem deixar o organismo vulnerável.

Como usar tomilho

Por ser uma erva com propriedades significativas, o tomilho acaba sendo utilizado não apenas na culinária, como também para fins medicinais, sendo também alvo de estudo e aplicado em diferentes áreas. Confira as principais formas de uso:

Fins fitoterápicos

Em alguns estudos o tomilho é chamado de planta medicinal. As principais pesquisas ressaltam as importantes atividades biológicas desempenhadas por seus óleos essenciais. Conforme citado anteriormente, aponta-se que elas estejam relacionadas com o carvacrol, que apresenta potencial bactericida e o timol, que mostra efeito antibacteriano e antifúngico.

Já na medicina popular, o seu uso também é voltado para a atuação anti-inflamatória e antioxidante que se acredita ser desempenhadas pelos óleos essenciais.

Na culinária

O tomilho pode ser incorporado em diversos pratos, como carnes, sopas, molhos, entre outros. Ele pode ser adquirido tanto fresco em supermercado e feiras, quanto seco, que é possível encontrar em mercearias e lojas de itens naturais. Enquanto sua forma fresca é voltada para os itens citados anteriormente, tais como sopas, saladas, entre outros, o tomilho seco pode ser usado em outros tipos de preparos, como em patês.

Para o preparo, é indicado anteriormente remover os talos e usar apenas as folhas, de preferência, retirando-as na direção oposta ao crescimento. Não se esqueça de averiguar o estado da erva antes de adquirir.

No que diz respeito a conserva, dependerá da versão adquirida da erva. No caso do tomilho seco, basta deixar em um recipiente que não apresente umidade, já com a versão fresca, é indicado guardar em um saco plástico no refrigerador.

Como cultivar tomilho

Normalmente, o cultivo do tomilho não apresenta muitas exigências, porém, naturalmente como toda planta, é preciso que suas particularidades sejam atendidas e respeitadas.  No caso do tomilho, a planta apresenta um melhor desenvolvimento em locais secos, áridos e solos arenosos, mas leves e que conta com boa exposição solar.

É considerada como uma planta rústica, o que acaba caracterizando-a como mais resistente. Pode ser efetuado o plantio isolado ou combinado com outras plantas, porém, se certifique que os outros elementos não são prejudiciais ao desenvolvimento do tomilho e vice-versa.

Embora não seja muito exigente no que diz respeito a adubação e água, é importante não negligenciar esses fatores. A adubação, pode ser realizada a cada 40 dias, já a rega, por mais que não precise de muita, ao notar a terra seca, molhe a planta.

Tente não arrancar apenas as folhas dos ramos, retire-os com uma tesoura, afinal, é ima forma de preservar a planta e consequentemente, evitar prejuízos. Normalmente as folhas, assim como as flores, são pequenas e delicadas, podendo variar entre as espécies.

A propagação pode ser por sementes ou estaquia, porém, aponta-se que o plantio por sementes seja mais demorado do que por mudas, apresentando ramos que já podem ser podados e utilizados de forma mais precoce no método de estaquia.

O tomilho, conforme foi visto no texto anterior, pode ser usado tanto na forma fresca, quanto na seca, para as mais variadas receitas e finalidades, servindo, grande parte das vezes como um importante tempero. Sendo assim, é possível que ele seja combinado com outros ingredientes saudáveis, até mesmo com outras ervas, como o manjericão.

Ha muito tempo as pessoas analisam e aplicação as propriedades das plantas, seja para fins estéticos, de saúde, culinários, entre outros. De qualquer maneira, é indispensável conhecer o que está sendo consumido e a possibilidade de ter um cardápio cada vez mais variado. Dessa forma, para quem busca um tempero diferente, capaz de levar não apenas mais sabor, como mais saúde para o prato, o tomilho pode ser uma boa escolha.

Deixe seu comentário