QC Saúde

Uva Passa: conheça seus benefícios e formas de consumir!

Adorada por alguns e evitada por outros, a uva-passa é uma das frutas desidratadas que mais ganham destaque, sendo consumida tanto diretamente, quanto utilizada de forma variada na culinária. Por mais que o consumo seja considerado alto no Brasil, o país não é um produtor tradicional, sendo assim, abastecido por importações. Ao longo deste texto, será possível encontrar mais informações sobre a uva-passa, como seus benefícios e maneiras de consumo.

Quais são os benefícios da uva-passa?

Aponta-se que incluir a uva-passa na dieta, pode ser muito favorável, em especial quando é aliada a hábitos saudáveis. Afinal, apresenta nutrientes essenciais, que podem contribuir com uma saúde melhor, tais como fibras, ferro e potássio. A seguir, confira alguns de seus benefícios que recebem maior destaque:

Favorece a saúde cardiovascular

Devido aos níveis de polifenóis totais, as uvas-passas acabam contribuindo com a redução dos níveis de colesterol. Vale lembrar que níveis altos de colesterol representam um grande risco para a incidência de doenças cardiovasculares.

Contribui com a saúde óssea

O boro presente na uva-passa tem impacto positivo para a saúde óssea, pois estimula a absorção de nutrientes essenciais, como o magnésio e o cálcio. Ainda mais, é interessante citar que são nutrientes indispensáveis para a manutenção e proteção dos ossos.

Ajuda no funcionamento intestinal

As fibras presentes na uva-passa proporcionam um melhor funcionamento do intestino, amenizando assim possíveis problemas desconfortáveis, como a constipação, que atinge muitas pessoas.

Potencial anti-inflamatório

Acredita-se que os componentes da uva-passa ajudam a amenizar processos inflamatórios, por conta dos fitonutrientes polifenóicos que possui, ligados assim, com as propriedades antibacterianas e anti-inflamatórias. No entanto, vale lembrar que apesar de diversos alimentos como as uvas passas apresentarem benefícios contra inflamações, entre outras doenças, é indispensável sempre recorrer a orientação médica.

Quais são as formas de consumo da uva-passa?

Apesar de ser possível comer as uvas-passas diretamente, também é possível utilizá-las em receitas variadas e não apenas em datas especiais! A seguir, confira algumas receitas que usam essa fruta desidratada:

Bolo de uva-passa e banana

Ingredientes

3 ovos
1/2 xícara de uva-passa
8 bananas maduras (nanica)
1 colher (sopa) de óleo de girassol
1 colher (sopa) de farinha de amêndoa
3 colheres (sopa) de farinha de arroz
Chia a gosto
1 colher (sopa) de fermento químico em pó

Forma de preparo

Comece fatiando uma das bananas e pique as duas restantes. Reserve-as. Coloque as passas e os ovos para bater no liquidificador. Pouco a pouco, acrescente a banana picada e o óleo, até que a mistura esteja uniforme.

Em um recipiente, misture as farinhas e o fermento, mas deixe um pouco de farinha de arroz reservada. Adicione a mistura de banana e mexa. Distribua em uma forma, de preferência com um furo no centro e em torno de 22 centímetros de diâmetro, já untada e polvilhada com a farinha anteriormente reservada.

Em cima, distribua as fatias de banana e polvilhe a chia. Deixe no forno (180°) em torno de 30 minutos, até que ao espetar, o palito ou garfo saia totalmente limpo. Ao retirar do forno, antes de desenformar, deixe que amorne um pouco para não quebrar.

Maionese com uvas-passas, maçã e batata

Ingredientes

1/2 xícara (chá) de uva passa sem sementes
1/2 limão
1 maçã vermelha com casca
2 maçãs verdes sem casca
3 batatas grandes
1 xícara (chá) de maioneses
1 colher (sopa) de salsa picada
Sal a gosto

Forma de preparo

Comece cortando as batatas em cubos e deixe que cozinhe em água e sal até que apresente maciez. Em seguida, corte as maçãs verdes em cubos e a vermelha como preferir, pode ser em meia-lua. Regue com o suco de limão. Efervesça a uva-passa e deixe escorrer.

Em um recipiente, acrescente a maçã verde, a batata, a uva-passa e misture a maioneses. Em seguida, basta salpicar a salsa e usar a maçã vermelha para decorar e dar um toque mais especial ao prato.

O mercado de frutas desidratadas

Por mais que no Brasil o consumo de frutas desidratadas ainda seja considerado baixo, quando comparado com outros países, como os Estados Unidos, é um setor que apresenta grande potencial. Especialmente quando se leva em consideração que as frutas secas apresentam grande versatilidade, sendo possível o uso em panetones, recheios de bolos, doces, entre outras formas.

De forma geral, as frutas nesse estado, tais como o damasco e as uvas-passas, além de propiciarem um consumo fácil, também contam com um alto teor de fibras, normalmente menores custos de transporte e boa parte mantém os aspectos naturais das frutas.

Apesar de todos esses fatores, as perspectivas em torno desse segmento de frutas secas são boas, mas acredita-se que é necessário, por parte de algumas empresas, em investir cada mais em recursos para favorecer a qualidade, embalagem e distribuição destes itens. Afinal, é uma opção a mais para o consumidor, não um substituto das frutas in natura.

Vale dar ênfase a questão de que toda a uva-passa consumida em terras brasileiras é importada. Aponta-se a Califórnia como responsável por quase metade da produção ao redor do mundo, outros países produtores são a África do Sul, Chile e Argentina.

Todo o processo de secagem das uvas para resultar nas passas, apresenta grande valor agregado ao produto, favorecendo o armazenamento, o que permite que seu valor no mercado também seja mais competitivo. No entanto, a implantação destes sistemas requer planejamento, investimento e naturalmente, demanda.

As frutas desidratadas tem conquistado cada vez mais um grande espaço no comércio e consumo. Uma das grandes vantagens está relacionada principalmente com a concentração de suas propriedades ao passar pelo processo de desidratação. No entanto, em alguns casos, a concentração de açúcares também é maior, requisitando assim, mais cuidado na quantidade ingerida.

Apesar desse fator, a uva-passa pode ser incorporada a diversas receitas e ser muito benéfica para a saúde, amenizando o apetite, favorecendo a saúde óssea, cardiovascular e o funcionamento intestinal. Para ter um cardápio saudável e ter consciência das quantidades necessárias, é essencial recorrer a orientação de um nutricionista.

Deixe seu comentário